Resultados rápidos na terapia. Ilusão e reais possibilidades

Muitas pessoas me perguntam: é possível obter resultados rápidos na terapia? Quantas sessões de seu tratamento são necessárias para resolver um problema?

Muitas coisas estão envolvidas e neste artigo vou tentar esclarecer um pouco como os resultados são alcançados na terapia.

Primeiramente, todo problema que encontramos em nossas vidas, seja ele físico, emocional, dificuldades de relacionamentos etc, possui raízes profundas. Alguns padrões de comportamento e postura diante da vida são estruturados durante muitos anos na tentativa de evitar as profundas dores. Inicialmente tais tentativas de solução podem ser úteis mas conforme amadurecemos e crescemos em outros aspectos, tais soluções limitam o contato pleno com a vida e impedem o movimento livre e harmônico da alma. Para saber mais sobre este assunto, leia: “As dores infantis – Quem não tem? Quais suas influências?

O que são os resultados na terapia: O processo de crescimento

Na minha opinião, um resultado terapêutico nada mais é do que um processo de crescimento. Todo crescimento é orgânico e segue leis naturais. Não há como fazer uma árvore crescer e dar frutos em um dia. Algumas plantas crescem em uma velocidade muito rápida como por exemplo, o bambú. Mas, mesmo ele, tem seu tempo, sua natureza, sua velocidade de crescimento baseada nas condições de sua própria estrutura.

A criança em nós deseja crescer e ter os benefícios de ser um adulto. No entanto consciente ou inconscientemente deseja estar livre de todos os ônus decorrentes deste crescimento. Desde criança é assim. Cada um da sua maneira, mas este é um processo que acontece em algum grau quase todos seres humanos.

Um exemplo claro disso é a criança que quer ganhar um brinquedo perigoso, que exige dela certa responsabilidade mas não quer assumir outras responsabilidades condizentes com sua idade, como fazer tarefas em casa, ajudar os pais com irmãos, etc.

Outro exemplo é o adolescente que quer dirigir um carro, mas luta contra ajudar o pai a cuidar da manutenção e limpeza do veículo, abastecer quando o combustível acaba, respeitar a velocidade e a segurança dos outros e de si nas ruas.

Quando crescemos significa que aceitamos nossa condição atual por inteiro, com tudo o que está envolvido com ela. Qualquer evitação é sinal de imaturidade e consequentemente de dificuldade.

A busca por resultados rápidos.

Na maioria das vezes a busca por resultados muito rápidos é uma tentativa de encontrar soluções fáceis. Soluções que proporcionarão todos os benefícios desejados, sem o inteiro comprometimento com o processo envolvido.

Imagine que um problema que você encontra em sua vida atual seja resultado de um trauma de infância. Se fosse fácil para você reconhecer este trauma, lidar com as emoções ligadas a ele, descarregar a energia retida e armazenada durante anos ligada às imagens e memórias do evento, você certamente não estaria sofrendo em sua vida hoje. No entanto, o que observo em meu trabalho e em meu próprio processo de autoconhecimento, é que as coisas nem sempre são tão simples assim. É preciso muito comprometimento e disposição para olhar os problemas de frente. Reconhecer, sentir no corpo aquilo que um dia foi evitado por uma questão de sobrevivência. Para saber mais leia: “A terapia como possibilidade de entrega

A conquista de resultados rápidos

No entanto, dizer que é preciso tal comprometimento não significa, de maneira alguma, que é necessário um tratamento muito extenso. Excelentes resultados podem ser alcançados em apenas 1 sessão e observo muitas vezes este tipo de situação em meu consultório e conversando com colegas de trabalho.

Tais resultados são obtidos quando há uma verdadeira entrega para o processo terapêutico. O reconhecimento e aceitação plena das dores da alma, dos limites da personalidade e o comprometimento adulto com a superação destes limites.

Devemos considerar também que o que chamamos de resultado rápido obtido em 1 sessão, pode ser resultado de um grande processo elaborado anteriormente pela própria pessoa através de suas experiências de vida e da forma como lida com elas.

Ampliando a visão sobre a solução dos conflitos

Outros fatores importantes a deixar claro para entender o tema deste artigo são: a variedade de problemas, a inter-relação entre eles e o contínuo movimento da vida.

Muitas vezes a queixa inicial que faz com que uma pessoa procure terapia é resolvida em poucas sessões e a partir de tal resolução, novas dificuldades passam a ser reconhecidas.

Aquilo que parecia um grande desafio, depois de solucionado, passa a ser percebido como algo simples e limites maiores passam a ser considerados atuais necessidades.

Quando parar a terapia? Onde é o fim do processo?

A natureza em toda sua extensão é formada por processos cíclicos. Vida e morte estão presentes em cada ciclo dos anos, dos dias e da própria respiração e se estendem por toda eternidade.

A vida é movimento e a cada passo surge um novo recomeço. Assim também é o processo terapêutico, cíclico e infinito.

Portanto, após superar uma dificuldade, cabe a você decidir se é hora de caminhar sozinho ou continuar contando com a ajuda de um profissional para dar os próximos passos.

Quantas sessões são necessárias?

Após estas explicações e contextualização do o meu ponto de vista a respeito do que são os resultados da terapia, posso dizer que, com relação a quantidade de sessões necessárias, um período de 4 a 8 sessões é suficiente para alcançar bons resultados relacionados a uma queixa específica. Mudanças significativas podem ser alcançadas neste período de tempo.

Porém, é muito importante ter a consciência que os problemas e dificuldades nunca vão terminar. A continuidade do processo terapêutico favorece um contato cada vez mais honesto com a realidade interna e, desta forma, ajuda a ter mais capacidade de lidar de forma consciente com os futuros desafios que certamente surgirão. Como resultados, podemos destacar a autonomia, empoderamento, segurança e prazer na vida.

Restou alguma dúvida sobre o assunto? Compartilhe nos comentários.

2

Com graduação em Naturologia Aplicada, especialização em Terapia Corporal Reichiana e DMP (Deep Memory Process), realizo os atendimentos de naturologia em consultório baseado nos fundamentos da terapia corporal e em conjunto com sessões de regressão (DMP). Amo educação. Considero-a como a base para o autoconhecimento e para a saúde. Atuei com educação ambiental para crianças através de horta escolar e com projetos de revitalização cultural com o povo Mbyá Guarani, trabalhos que me deram base para entender a relação do ser humano com a natureza e universo ao qual pertence. Hoje, além de atendimentos em consultório e trabalhos com grupos de terapia, aprecio estar com a família, fazer esportes, aproveitar momentos em contato com a natureza e escrever sobre minhas reflexões nas áreas de terapia, ecologia, sustentabilidade, consumo consciente e saúde.

Website: https://www.vidapora.com.br

Vida Porã

 

Rua Prof. Marcos Cardoso Filho, 820, Sala 5

Córrego Grande, Florianópolis, SC

Telefone: (48) 99147-4109

Entrar em contato por email

Log in