O que é a Terapia Corporal Reichiana

A terapia corporal reichiana surgiu a partir dos estudos do médico austríaco Wilhelm Reich. Discípulo de Freud, começou a trabalhar com o corpo dos clientes após alguns anos de experiência com a psicanálise, associando a ela a observação das expressões, dos olhos, da face, da voz, das tensões musculares e da respiração.

A base da Terapia Corporal é a idéia de uma identidade que envolve corpo, pensamentos, emoções, sensações e ações. Entende o corpo como uma unidade psicossomática na qual tudo está intrinsecamente relacionado.

Segundo Reich, o livre fluxo de energia biológica no organismo é um fator fundamental para a saúde. Através de contrações musculares crônicas, o ser humano bloqueia esse fluxo natural, impedindo o contato consciente com conflitos internos relacionados à situações difíceis da vida, principalmente da infância. Essa estase energética e emocional, faz com que a pessoa se torne também insensível ao prazer, à alegria, à abundância e, além de desenvolver sintomas, passe a viver sob uma grande angústia neurótica na qual busca incansavelmente a felicidade no mundo externo e foge desesperadamente do que nunca conseguirá de fato evitar, o que está dentro de si próprio.

Como é feita a terapia?

O principal recurso utilizado na terapia corporal é a própria consciência do corpo. A percepção consciênte das sensações é fundamental para o trabalho e é o ponto de partida da terapia.

Para despertar ou ampliar esta percepção corporal são utilizados recursos como: abordagem verbal dos conflitos conduzindo à percepção do corpo, toques firmes, profundos ou suaves em regiões específicas bloqueadas e movimentos corporais.

Um importante recurso é a utilização de movimentos expressivos como socos e chutes em colchões, gritos e expressões muitas vezes reprimidas com o objetivo de alcançar uma poderosa mobilização energética que desencadeia o desbloqueio muscular, a liberação do conteúdo emocional relacionado e consequentemente o alívio da angústia gerada pela sua evitação.

Apesar da utilização de ferramentas como esta o principal objetivo da terapia é sempre ajudar a pessoa a desfrutar do prazer de estar no corpo associado ao contato profundo com sua energia amorosa e protetora da vida.

A concepção reichiana além do corpo

Mas a terapia corporal vai além dos limites do ser humano como indivíduo. Quando se estuda Reich observa-se que ele sempre via o ser humano dentro de um contexto mais amplo. Levava em consideração a sociedade, a política, a cultura, o planeta e até mesmo as as galáxias e o universo.

Devido a essa forma de olhar para o mundo, além de considerar o corpo como uma unidade psicossomática, Reich percebeu a relação do ser humano com o ambiente. Através do estudo da energia vital, a qual deu o nome de orgone, observou que os mesmos movimentos básicos que sustentam a vida no corpo e a consciência humana, encontram-se também na base dos movimentos de toda a natureza e do universo.

O médico, especialista e professor em Terapia Energética Corporal, Dimas Calegari, nos diz em seu livro “Da teoria do corpo ao coração” que da mesma forma que a concepção holística vê o Universo e suas partes constituintes como um todo inter-relacionado, o pensamento funcional, proposto por Wilhelm Reich, relaciona as funções entre si, num todo progressivamente mais abrangente.

Continuação do estudo de Reich e surgimento das terapias neo reichianas

Após a morte de Wilhelm Reich, surgiram a partir de seus discípulos Alexander Lowen, John Pierrakos entre outros, diferentes linhas de terapias corporais denominadas neo reichianas como por exemplo a Bioenergética e a Core Energétics, que usam as bases oferecidas pelos conhecimentos de Reich acrescidas de contribuições particulares decorrentes da continuação do estudo da dinâmica energética e corporal do ser humano.

Saiba mais sobre a terapia Reichiana em consultório.

Vida Porã

 

Rua Prof. Marcos Cardoso Filho, 820, Sala 5

Córrego Grande, Florianópolis, SC

Telefone: (48) 99147-4109

Entrar em contato por email

Log in